Agendamento de Carga e Descarga: O que é?

Dentro da Gestão de Pátio, o agendamento de carga e descarga é peça fundamental e interliga diversas operações que compõem o Pátio.

É nele que tudo começa e termina. No post a seguir, você saberá melhor o que é e como é feito o agendamento de carga e descarga.


Menu de navegação

1 – O que é uma operação de Carga e Descarga

2 – Como funciona o Agendamento de Carga e Descarga

3 – Tecnologias ideais para um bom Agendamento


1 – O que é uma operação de Carga e Descarga

Antes de mais nada, é bom separarmos uma coisa da outra. Quando falamos em carga, nos  referimos à operação que consiste em abastecer um veículo (geralmente de grande porte, como caminhões) com mercadorias destinadas à determinada área.

Já a descarga, consiste justamente no contrário, quando o motorista que partiu de um ponto específico na rota, chega ao ponto final para , literalmente, tirar do caminhão as mercadorias carregadas e abastecer o local (como por exemplo, um armazém localizado nas docas) até que um cliente solicite a retirada dos produtos armazenados no estoque.

Porém, essas duas operações nem sempre trabalham de forma unificada, é quando temos o Cross Docking.

O que é Cross Docking

Como explicado anteriormente, por mais que o termo “Carga e Descarga” em grande parte das vezes seja encontrado na internet fazendo referência a uma única operação que envolva também armazenamento e estocagem, nem sempre isso acontece. 

Há empresas que não possuem a armazenagem de mercadorias em um centro de distribuição (CD) da forma tradicional. Ao invés disso, usam o que chamamos de Cross Docking, traduzido literalmente como “Cruzamento de Docas”. 

Nesse modelo, não há armazenamento das mercadorias descarregadas na doca, pois elas já vão para lá com o pedido feito por um cliente, sendo transferidas direto para o carregamento, assim que chegam no lugar. 

Imagine que um caminhão com determinados produtos já saia do fabricante para descarregá-los na doca da empresa reservada para descarga. Assim que a mercadoria é descarregada nesta doca, será transferida para uma doca especialmente reservada para o carregamento, e após fazê-lo, partirá já em rota de entrega para o cliente. 

Perceba que o armazenamento e a estocagem nesse caso, não existem. Tudo é feito de forma mais direta e consequentemente mais rápida.

Esse modelo é muito utilizado com alimentos, por exemplo. Quanto mais previsível for a demanda solicitada e seu fluxo, mais fácil e rápido se torna o processo. 

Quando há uma variação muito grande, alguns riscos existem, como o de ocorrer acúmulo de mercadorias. Em casos assim, algo que pode ajudar muito a contornar e evitar tais problemas são os softwares de Gestão de Pátio (YMS).

Vantagens encontradas no modelo Cross Docking:

  • Redução de custos operacionais e de armazenamento
  • Menor espaço requerido por não precisar estocar mercadorias
  • O risco de exceder o estoque é menor (considerando que mesmo adotando o modelo, exista um espaço de armazenamento no pátio)
  • Tempo de expedição de mercadorias é menor

2 – Como funciona o Agendamento de Carga e Descarga

Agora que entendemos o que é carga e descarga, devemos nos aprofundar e descobrir o que pode tornar o processo mais dinâmico e produtivo: o Agendamento.

Ainda hoje, existem muitas empresas que fazem da operação de carga e descarga algo inteiramente manual.

Como é o processo manual de Agendamento

Nos modelos tradicionais tudo é feito de forma manual onde a dependência de cada operador é constante.

Diferente do agendamento automatizado utilizando um YMS (Sistema de Gestão de Pátios), o agendamento manual tem um custo e um tempo muito maior para ser feito, além de abrir margem para vários problemas.

Características do agendamento manual:

  • Telefonemas e e-mails precisam ser enviados e checados manualmente a todo instante;
  • Agendamentos são feitos por telefone;
  • Motoristas dependem que as notas fiscais das mercadorias sejam emitidas por outros profissionais, muitas vezes viajando sem tê-las no carro e correndo riscos com a fiscalização;
  • Não há como prever com assertividade a chegada de um caminhão nas docas;
  • Um operador ou gestor precisa sempre se deslocar até o pátio para fazer uma conferência manual e constatar se a carga descarregada na doca é da mesma transportadora que estava agendada;
  • Boa parte do tempo é gasta procurando o motorista no pátio;
  • Filas de caminhões são formadas do lado de fora do pátio, aguardando a liberação de docas.

3 – Tecnologias ideais para um bom Agendamento

Como vimos anteriormente, o processo manual de Agendamento é um problema para a Gestão de Pátio, uma vez que gera custos desnecessários e perda de tempo com coisas que podem ser facilmente resolvidas com a automatização do processo.

Como automatizar o Agendamento de Carga e Descarga

Aqui no blog, já falamos sobre o uso de YMS (Sistema de Gestão de Pátio) dentro das empresas e o quanto isso facilita todo o processo, economizando tempo, dinheiro e aumentando a produtividade.

O uso de um YMS é um dinheiro bem investido que logo se percebe ao notar as melhorias geradas em todas as operações. Como agendamento de carga e descarga não é diferente.

Qualidades essenciais ao se automatizar o agendamento:

  • Chek-in e portaria: o motorista abre um app e insere a placa do veículo e seu nome. Esses dados vão para a portaria e o processo de liberação é feito automaticamente se todos os dados estiverem corretos, evitando filas de caminhões aguardando liberação do lado de fora.
  • Na portaria o motorista já é informado pelo aplicativo quando suas notas fiscais estão prontas e para onde se direcionar para retirada. O sistema também traz painéis de indicadores, mostrando inclusive o tempo médio de espera dos motoristas por etapa.
  • Indicadores para tomada de decisões dos gestores.
  • Minimização do trabalho manual responsável pelos agendamentos.
  • Com acesso ao sistema, operadores podem rastrear a localização dos veículos e prever a chegada nos CD’s (estimando se chegarão dentro do horário e o tempo previsto de atraso). Além disso, sabe-se de antemão o veículo e o motorista que o está conduzindo.

Além disso, uma grande vantagem na automatização do sistema de agendamento, é evitar problemas com a nova Legislação de cargas e descargas.

Lei nº 13.103/15 e o agendamento de cargas e descargas

A partir de 2015, entrou em vigor a Lei nº 13.103/15. Nela, é estabelecido que o tempo máximo que um veículo pode ficar no pátio a partir do momento em que inicia-se o processo de carga e descarga, é de 5 horas. Caso extrapole esse limite, uma multa será imposta ao Transportador Autônomo de Cargas (TAC) ou à Empresa de Transporte Rodoviário de Cargas (ETC).


O Agendamento de Carga e Descarga quando implementado com um sistema de automatização, como o YMS, elimina problemas rotineiros, reduz custos e aumenta a produtividade, aproximando a empresa cada vez mais das metas anuais traçadas. 

É a logística 4.0 provando ser mais do que tendência, e sim uma necessidade constante para alcançarmos resultados.


Leia também:

Como a gestão de agendamento de carga logística melhora a eficiência do varejo

Como otimizar a operação de carga e descarga em 4 dicas!

Deixe um comentário